O embarque + a (terrivel) Semana de Treinamento!

Primeiro queria pedir desculpas por ter que escrever tudo sem acento ok?! O meu PC esta configurado so pra ingles e eu nao sei como mudar (na verdade eu nao quero..rs)

Oi pessoal, que saudades de escrever por aqui! Enfim, como vcs podem perceber pelo titulo do post EU CHEGUEEEI, finalmente!!! Esta tudo OTIMO, LINDO, PERFEITO e MARAVILHOSO! Acho que ficarei aqui pelo resto da minha vida! hahaha..

Tenho muita coisa pra contar, mas vou dividir em partes porque senao o post vai ficar muito grande e chato de ler.

O meu embarque foi dia 23 de julho as 08h45 da manha, se nao me engano! Me despedi da minha familia e foi horrivel! Nao gosto nem de lembrar porque foi muito triste. Logo depois encontrei as meninas da Cultural Care que iriam embarcar comigo e fomos umas consolando as outras e tentando conversar sobre outras coisas, porque estava todo mundo muito ansioso mais ao mesmo tempo triste por aquele momento de despedidas, ne. O voo nao atrasou nenhum pouquinho mais demorou horrores pra chegar na escala em Bogota na Colombia. Eu nao consegui dormir nada porque minha cabecinha estava a mil por hora. Assisti mil filmes e so entao depois das 5 horas mais longas da minha vida chegamos no Aeroporto de Bogota (minusculo). Liguei para a family pra contar que estava viva e fui pro Hall de espera rumo a NY! Ficamos la por 2 horas e ate que passo bem rapido! Tiramos fotinhos, vimos as Au Pairs colombianas (muito bonitas, por sinal, mas nada simpaticas) e depois embarcamos. Esta segunda parte foi tranquilissima e por incrivel que pareca nao demorou tanto. Eu dormi, assisti filmes e series, escutei musica, comi, dormi, acordei, olhei pela janela e pronto: NEW YORK!!!! Lembro que na hora ate me arrepiei e pensei: “Nossa, olha onde eu estou! IRAAAADO!”

Chegamos no Aeroporto na parte da alfandega, e eu peguei um carinha muito engracadinho (ate demais). Vcs acreditam que ele ficou me zuando por ser Au Pair? Disse que eu nunca mais iria querer ter filho e perguntou se nao tinha outra coisa melhor pra fazer nos EUA e etc.. Tive que ser muito simpatica, mas no fundo queria voar no pescoco dele! Maaano, viajei 13 horas, larguei minha familia, estava morta de cansaco e esse gordo, japones americano, folgado vem me tirar? Ah va ver se eu to na esquina! Passado essa parte desagradavel, esperamos todas as meninas pegarem as malas, fomos para o desembarque, encontramos o motorista da Cultural Care e fomos para a Escola de Treinamento! Todo mundo morto de cansaco porque era meia noite ja, mas mesmo assim foi animal. Minha primeira viagem nos Estados Unidos, manooolo! Eu parecia aquelas criancas da roca que nunca virao asfalto.hahaha. Fiquei vidrada na janela o tempo todo, vendo todas as lojas, restaurantes, estradas, placas e etc, ate que chegamos na St. Johns University (Escola de Treinamento)! Aquele lugar eh MUITO LINDO de verdade! Os predios sao elegantes, o gramado verdinho, as ruas de pedrinhas, campos de esportes, mesinhas e etc. Amei!

Predio onde eram as nossas aulas!

Gramado lindo que dava para a nossa praia particular

Pegamos nossas chaves e fomos para os quartos! Ja tinha um monte de gente por la e estava todo mundo dormindo. Foi tensa essa parte porque eles simplesmente te mostram o predio e voce tem que levar todas as suas malas PESADAS para o seu quarto (que nao eh nao perto!) e ainda tomar cuidado para nao acordar todo mundo…hahaha. Eu acabei acordando as meninas sem querer, mas elas voltaram a dormir depois. No meu quarto estavam uma filandesa ‘legalzinha’ e a Miriam, queridaca e brazuuuca!

Gente, papo serio e reto agora… a Escola de Treinamento eh muito cansativa! Todos os dias acordavamos as 06h30 da madrugada, tomamos cafe e aula, aula, aula, break, aula, aula, almoco, aula, aula, break, aula, aula, jantar. No fim do dia ficavamos acabadas, mas sempre nos empolgavamos e conversavamos ate altas horas! hahaha.. No ultimo dia, ninguem aguentava mais parar em pe, ainda mais porque um dia antes foi o dia do TOUR EM NEW YORK CITY!!! #todaspira

Minha sala de aula

As regras da sala de aula

Cafe da manha (a comida nao eh boal! Rs)

Alemaes, suecos, colombianos, mexicanos, italianos e brasileiros!

Esse tour merece um paragrafo a parte!! hahaha

Bom,  o tour ocorre na quinta-feira as 14hs ate as 21hs se nao me engano e foi a melhor coisa que eu fiz na minha vida americana ate agora! Eh simplesmente animal tudo e todos! NYC eh magica, espetacular, linda e mais um monte de coisas, eh muito melhor do que nos filmes. So estando aqui pra sentir a emocao de ver a Estatua da Liberdade, a Times Square, o Central Park, o Empire State e todas as outras coisas mais perfeitas ainda! Infelizmente bem na hora que iamos curtir a Times Square comecou a cair o mundo, mas eu nem liguei porque tivemos que entrar na loja da Disney para nos abrigarmos (que chato neh gente – NOT! HAHA)! O meu conselho eh: nao importa onde vc vai morar nos Estados Unidos ou o quao cansada vc esta, VC TEM QUE IR NO TOUR! Alem de NYC ja satisfazer a sua vontade e curiosidade, a sensacao de ir com as suas colegas da Escola de Treinamento NAO TEM PRECO! Me diverti horrores com as meninas e com certeza vou lembrar deste momento unico pro resto da minha vida! Foi ANIMAL!

Top of the Rock

Concrete Jungle!!!

Loja do MM`s!

Acabadas, molhadas mas REALIZADAS!

Para terminar de mexer com todos e possiveis sentimentos da minha pessoa, finalmente chegou o dia mais tenso da Escola de Treinamento – A DESPEDIDA e O ENCONTRO COM A SUA HOST FAMILY! Esse dia acontece na sexta-feira, e apesar de ser tudo muito rapido, dura tempo o suficiente para voce chorar, abracar, rir, dar tchau pras suas amigas (o que eh muito triste!). Depois de todas as despedidas, eu junto com mais 40 meninas fomos de onibus ate uma estacao em White Plains em NY onde as Hosts Families da regiao de Connecticut estariam nos esperando. Pensa em um monte de gente tenso?! O caminho inteiro eu e a Giulianna (parceira da Escola de Treinamento) ficamos conversando sobre como seria quando encontrassemos nossas familias e etc, mas quando o onibus foi chegando na estacao o meu estomago e coracao foram parar na boca de tanta tensao, medo, nervosismo..haha. Quando de repente eu avisto duas menininhas lindas segurando uma placa escrita: “Welcome Gabby”! Sinceramente eu nao sei descrever o que eu senti neste momento, so sei que uma lagrima caiu do meu rosto…

As boas vindas na Host Family e como esta a minha vida por aqui eu deixarei para o post seguinte!

Espero que voces tenham gostado!

XOXO

Anúncios

Presentes para a Host Family + LCC!

Sou a pessoa mais chata do mundo para presentear alguém. Sempre penso como se fosse eu que estivesse ganhando aquele presente, se eu iria gostar ou não. Fora que sou muito indecisa também. E gente, como é dificil escolher e encontrar o que dar para os americanos, porque eles já tem tudo e muito mais barato!

No meu caso eu tenho 6 pessoas para presentear: Host Dad, Host Mom, 3 kids e a minha futura LCC (nunca se sabe se vou precisar dela algum dia, então é bom agradar!! #ficaadica).

Eu pensei, pesquisei, procurei milhões de coisas para dar e com o tempo fui amadurecendo a idéia! Pensei em dar havaianas para todo mundo, mas desisti. Primeiro porque eu ouvi falar que eles não dão muito valor para os nossos chinelinhos lindos e confortáveis e segundo porque somando ficaria muito caro. Teria que levar as Havaianas e mais alguma coisa, ou seja, não! No fim, resolvi que ia dar cremes, coisas artesanais porque essas coisas não têm muito por lá e lembrancinhas do Brasil.

Para a Host Mom eu comprei um creme para mão e sabonetes, ambos de Erva Doce da Boticário (R$ 30,00 os dois), e uma clutch de palha LINDA que encontrei em uma feira de artesanato do Piauí aqui no Shopping Eldorado em São Paulo (R$ 30,00 chorados).

Para o Host Dad comprei 2 canecas do Brasil e 3 chaveirinhos do Brasil (um pandeiro, um cortador de unha, e uma luva de box do UFC..rs). As canecas eu encomendei no http://www.canecas.net. Chegou em 4 dias (R$ 12,00 cada). E os chaveirinhos comprei em uma barraquinha da 25 de março (R$ 3,00 cada).

Para as kids maiores eu tive muito mais trabalho com o presente! Comprei várias prisilinhas, xuquinhas, tiaras e tic-tacs pros cabelos na 25 de março(todos iguais para as duas, porque a Host Mom as trata como gemêas praticamente..rs) e coloquei dentro de 2 caixinhas de madeira que eu junto com a ajuda da minha fantastica tia Adriana, pintamos de branco, passamos a fita na tampa, escrevemos o nome de cada uma e colamos lacinhos também. Nestes presentes eu gastei em torno de R$ 60,00 em tudo!

Para a baby de 4 meses eu vou dar um tapete de trico lindo para o quarto dela (minha tia que fez!) e ainda vou comprar um mordedor para estimular o crescimento dos dentes (aproximadamente R$ 12,00).

E finalmente para a LCC darei um Kit da Natura com sabonete diversos. Peguei uma promoção do Dia dos Namorados e paguei R$ 25,00 em todos!

Para  a minha pessoa (hahaha), comprarei uma canga com a bandeira do Brasil (alias, se alguém souber onde vende, me avise!) e 2 havaianas lindas!!! Fora os outros presentinhos lindos que ganhei dos meus amigos queridos! Rs*

Já simulei todas estas coisas dentro da minha mala e por incrivel que parece não ocupou tanto espaço! Ufaaa! Rs*

Quero deixar bem claro que nenhuma Au Pair é obrigada a levar nada a sua Host Family, mas seguindo os bons costumes e também querendo causar uma boa impressão, acho que fica legal levar sim!

Se quiserem mais alguma informação, podem comentar aqui embaixo que eu respondo tudo!

Espero ter ajudado! Beijos!

I got my visa!

Olá, tudo bem com vocês?

Depois muito tempo resolvi vir aqui atualizar o meu querido bloguizinho! Toda a vez eu prometo pra mim mesmo que não vou demorar a postar, mas sabe como é né?! #preguiça

Hoje vim falar sobre ele, um dos mais temidos da ‘Au Pairizada’: O Visto! Apesar da probabilidade dos vistos para Au Pairs serem negados é muito pequena, todo mundo fica achando que vai ser o azarado da vez e que o Consul vai fazer mil perguntas e você vai ficar muito nervoso, e ele vai pensar que você está mentindo e vai te negaro visto, e aí bye bye Sonho Americano! E comigo não foi nenhum pouco diferente! Rs*

Como agora o procedimento para solicitação de visto está divido em 2 partes e eu moro em São Paulo mesmo, marquei a entrevista no CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto) para o dia 20 de junho e a Entrevista no Consulado só para o dia 25/07, porque queria ter um tempinho confortável para juntar toda a documentação necessária para esta última entrevista que é a hora da verdade!
Eu lia em muitos blogs por aí como era a entrevista e etc., mas em poucos deles as meninas explicavam qual de fato era a sua situação no momento, então vou contar aqui resumidamente a minha: Sou estagiária de um escritorio de advocacia onde traballho há 3 anos e por óbvio estou no 4° ano da faculdade de Direito. Meus pais são separados. Minha mãe é coordenadora de curso de inglês e eu não moro com ela. Meu pai é advogado e é o único em casa que gera renda. Tenho 2 irmãos. Não tenho nada em meu nome.

Fui na CASV do Alto de Pinheiros as 10hs e levei todos os documentos que a Cultural Care orientou: Passaporte; Comprovante de agendamento do CASV e da entrevista do visto (gerada após o agendamento, com código de barras); Página de confirmação de preenchimento do DS-160; e DS-2019 e o comprovante de pagamento da taxa Sevis. Levei 10 minutos, sem brincadeira! Mostrei meu passaporte para as 5 mesinhas que tem lá até enfim sentar no guichê, tirar 2 fotos e deixar todas as minhas digitais e de uma só vez. Hello Polícia Federal e Detran, por quê na hora de tirar o passaporte e a CNH vocês querem dedo por dedo? Vai entender esse Brasil!!! Pra ser sincera eu achei meio inútil esta tal de CASV, mas se é pra agilizar o processo, tá valendo!

No dia 25/07 acordei de madrugada (06h..rs) para chegar cedo no Consulado. Já tinha lido e ouvido por aí que a fila é ingrata do lado de fora e estava um frio do caramba! Juntei todos os documentos na própria pastinha que a Cultural Care deu (mão na roda) e fui… morrendo de nervoso e com medo de acontecer o pior! Rs*

Encontrei várias candidatas a Au Pair na fila, entre elas uma querida amiga que fiz pelo Grupo das Au Pairs no Facebook que coincidemente ficou atrás de mim na fila! Conversamos muito e ela me ajudou a ficar mais nervosa..haha (brincadeira Giu, vc é divertidíssima!). Pegamos muita fila: pra entrar, pra entregar o passaporte, pra retirar o passaporte e para ir pra entrevista do Consul. Tava bombando aquele lugar!!! Isso foi um dos motivos do meu nervosismo também. Fiquei pensando.. vai que eles tem uma cota de vistos concedidos por dia? Com o tanto de gente que estava na minha frente, com certeza quando chegasse a minha vez a vista seria muito mais grossa e o buraco iria afunilar ainda mais! haha.. juro, eu sou bizarra, eu sei!

Fui encaminhada para o Guichê 10 onde estava uma Consulesa Japonesa que a princípio parecia muito simpática. Tinha uma família inteira na minha frente e eles demoraram horrores para sair dali, até que finally chegou a minha vez. Segue abaixo a entrevista:

Consulesa: Bom dia. Tudo bem?

Eu: Bom dia. Tudo e você?

C: Tudo bem. Qual o motivo da viagem?

E: Au Pair

C: O que faz no Brasil?

(A partir daí eu ridiculamente comecei a responder tudo em inglês, enquanto a consulesa só perguntava em português a entrevista inteira..haha)

E: Sou estagiária em um escritório de advocacia e estudo Direito.

C: Oh, você estuda Direito? Em que ano está?

E: 4° ano.

C: Em qual faculdade?

E: Faço na FMU – Faculdades Metropolitanas Unidas.

C: Legal! E o que você faz no escritório onde trabalha?

E: Eu trabalho com Fusões e Aquisições de empresas. Direito Societário.

C: Que chique! (haha.. ela tava muito simpática!)

E: (Risadas de leve) Obrigada!

C: E você vai trancar a faculdade e largar o estágio para cuidar de criança nos Estados Unidos? (Com uma cara de tipo: “WTF?”)

E: Sim, eu preciso aprimorar o meu inglês e esta foi a maneira que eu encontrei. Vai me ajudar a desenvolver a minha carreira aqui no Brasil. (sempre indicando que queria voltar!)

C: Seu inglês já está muito bom! (Nesta hora pensei: pronto vai ser negado)… Boa sorte para você! Seu visto foi concedido! Parabéns! (Com um sorriso gigante)

E: (Muito feliz!) Obrigada pelo elogio! Bom trabalho! Tchau!

C: De nada. Tchau, tchau!

Foi isso! Nem preciso dizer o quanto fiquei feliz e o quanto essa Consulesa ‘mais linda do mundo’ me deixou muito mais relaxada e zero traumatizada!!!! haha..

USA, HERE I GO!

I have a Match!

Ihuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuul! Chegou a minha vez galera!

Bom, para contar para vocês sobre o meu Match mais lindo do mundo (Rs*), eu preciso dar uma prévia do meu processo (que aliás já estava devendo aqui há um tempo atrás, né?!).

SENTA QUE LÁ VEM HISTÓRIA…

Como vcs sabem eu me inscrevi pela Cultural Care, mas durante o processo de ficar online eu fiz as minhas buscas ‘independentes’ por famílias no site greataupair.com, a.k.a GAP (para as que não sabem ainda o que é isto dêem uma olhada nesse post do Manual da Au Pair Pratica: http://www.manualdaaupair.com.br/informacoes-gerais/gap/. Lá esta tudo bem explicadinho).

Sempre vi nos grupos, blogs e conversas entre as Au Pairs que o GAP era muito útil para se conseguir um Match sem depender muito das agências. Vejam bem, eu só iria fechar com uma família que aceitasse ir pela minha agência, até mesmo porque se eu conseguisse uma família nova para a Cultural Care eu iria ganhar algum tipo de prêmio (segundo o que me falaram lá na agência). Então fui eu toda animada me inscrever, preencher o perfil, responder aquelas 1.000 perguntas e “favoritar” todas as famílias possíveis!

Resumindo, conversei com 3 famílias por lá e gostei bastante delas, mas como só estava disponivel só a partir do final de Junho, Julho ou no máximo começo de Agosto, todas estas famílias me enrolavam muito, e eu não tinha muito que fazer, já que estava conversando com as famílias independentemente de agência. Isso é um ponto ruim! Como, por enquanto, eu não tinha vínculo nenhum com a família, pois não estava conversando com eles por agência, eles ficavam meio que sem pressão nenhuma para me responder, e como também não estava online ainda na Cultural Care nenhum deles poderia nem pedir para ver o meu perfil na agência. Isso tudo foi em meados de Março/Abril/Maio (para vocês terem uma idéia do nível de enrolação).

Depois de toda a minha preguiça, todas as minhas provas de meio de semestre na faculdade, mas a correria no meu trabalho, e o meu imenso e infinito sono, eu FINALMENTE consegui finalizar, revisar e submeter o meu application para a agência. A assessora não fez NENHUMA CORREÇÃO e ainda por cima me elogiou dizendo que tinha sido muito bem preenchido e que ela achava que eu ia conseguir uma família super rápido. Fiquei muuuuito feliz, mas também com os meus pézinhos no chão né?! Já estava careca de saber que o processo para conseguir uma família poderia durar alguns belos meses depois de ficar online.

Só uma pausa aqui para explicar a minha tão grande sorte durante o processo: tive alguns problemas por parte da própria agência para ficar online, mas quando fui fazer o meu Teste de Inglês (enquanto já estava preenchendo o Application), dei a sorte de ir justo no dia do Cultural Care Au Pair Day (sem saber), ou seja, fiz o teste, passei com a nota 6 (o ultimo nivel é o 7 que é para quem já é nativo) e ainda por cima eles me deram 50% de desconto na inscrição! Nem preciso dizer que sai de lá sorridente!!! Além disso, ganhei o Tour para NYC durante a semana de treinamento, pois tinha uma promoção para as meninas que se inscrevessem de tal data até tal data! Sai muito no lucro! Rs*

Voltando…

Conversei com as meninas da agência pedindo para ficar online logo, pois não estava entendo o porquê da demora. Resultado? Fiquei online no dia seguinte, recebi a senha do meu perfil 2 dias depois e junto com o e-mail da senha, já recebi outro e-mail falando que tinha uma família vendo o meu perfil! (Nem preciso dizer que quase morri do coração né?! Rs*).

Li todo o perfil da família e AMEI, porque eles preenchiam todos os meus pré-requisitos: localização, religião e idade das kids. Fiquei muito ansiosa querendo um sinal de vida logo, mas a agonia durou 2 mais longos dias da minha vida, até que então a Host Mom me mandou um e-mail dando mais alguns detalhes da família, dizendo que tinha gostado muito de mim e que como eles tinham acabado de se cadastrar na agência, ainda teriam mais uma entrevista final para que a Cultural Care pudesse dar o OK  para eles participarem do programa. Isso durou mais 3 infinitos dias. Nem preciso dizer que estava desfalecendo cada dia que se passava (sim, sou muito ansiosa gente! Rs*).

No dia 12.05.2012, a Host Mom mandou um email lindo (e GIGANTE) falando muito mais detalhes sobre a família, rotina e as kids. O e-mail terminava assim: “We want this to be a good experience for everyone, and hope to include someone in our family for not just the year, but forever in our lives.” . Juro, queria fechar com eles e viajar para lá aquela hora mesmo! (Pode isso, produção? Rs*). Dali marcamos um Skype com a família toda já para o dia seguinte as 16hs (Domingo de Dias das Mães! Tadinha da minha mommys, nem consegui dar muito atenção para ela devido ao meu POUCO NERVOSISMO!)

Cheguei em casa, testei tudo no Skype e quando deu 16hs o Host Dad me adicionou (tremi na base DE VERDADE!). Conversamos durante 1 hora sobre várias coisas. Falei com os Hosts Parents, com as Kids LINDAS. Todo mundo muito simpático e prestativo. Fui para o culto a noite na minha igreja, orei muito para que Deus me ajudasse para dar certo e acalmar o meu coração também, porque eu realmente tinha gostado MUITO deles. Cheguei em casa, entrei no meu e-mail e lá estava ele: o e-mail deles com outras 545 perguntas! Respondi todas na mesma hora, e fiz outras perguntas também. A Host Mom respondeu no dia seguinte de forma MUITO satisfatória. Trocamos mais alguns e-mails, ambos fazendo muito mais perguntas. E ela sempre dizendo que todos tinham gostado muito de mim. Marcamos outro Skype porque ela queria me ver conversando mais uma vez com as kids para tomar a Final Decision!(MEDO!)

No dia 19.05 conversamos e me diverti muito com as meninas. Elas são uma graça! Também falei com a avó delas que estava lá ajudando a Host Mom. Finalizamos a conversa com ela dizendo que iria entrar em contato em breve!

GENTE, agora é serio, esse ‘em breve’ durou os 2 dias mais longos da história dos antepassados de Abraão, Isaque e Jacó no Antigo Testamento da Biblia Sagrada! Hahahaha.. Eu entrava no e-mail de 15 em 15 minutos todos os dias, e NADA! Nem sinal! Não conseguia me concentrar em nada do que fazia, juro! Até que no dia 21.05 as 14:47 (!!!), eu recebo o seguinte e-mail:

“Hi Gabi! 

We have finally made our decision!  We are very excited to tell you that we have chosen you to be our Au Pair!  We hope that you will accept.  (…).  We are really looking forward to sharing this experience with you!  

 Sincerely,

(…)”

EU PULEI DE EMOÇÃO, CHAMEI TODOS OS MEUS COLEGAS DE BAIA NO TRABALHO, LIGUEI PRO MEU PAI, PRA MINHA AMIGA, MANDEI E-MAIL PARA AS PESSOAS ESPECIAIS! E só depois de umas 4 horas é que eu consegui responder para ela dizendo: “Of course I accept to be your Au Pair…”.

Depois de algumas horas também recebi um e-mail da LCC que foi outra fofa dizendo: “I have been an LCC for 6 years and am a host mom myself. One of my absolute favorite au pairs of all time was from Sao Paulo. There is a special place in my heart for the Brazillian girls :)”.  Linda né?!

Troquei mais alguns e-mails com a Host Mom e a LCC para combinarmos o dia de embarque e agora eu posso dizer:

Eu tive o Match com a primeira família em menos de 1 mês. Dia 15 de julho de 2012 embarco rumo aos Estados Unidos da América para Ridgefield – CT para ser a primeira Au Pair de 3 lindas meninas e ter a experiência mais incrível da minha vida inteira! QUE DEUS ME ABENÇÕE!

Rumo as cenas do próximo capítulo: O VISTO! (Que Deus me abençõe![2])

Até mais!

Para se divertir com os baixinhos in English!

Hello People!

Como vocês podem ver, o blog está com uma frequênia de posts legal né?! Estou tentando fazer pelo menos um por dia e estou AMANDO escrever aqui! Que coisa boa!

Para agregar conteúdo aqui, resolvi compartilhar uma coisinha interessante que vi no blog Au Pair is. São nomes de brincadeiras infantis em inglês! Podem ter CERTEZA que vamos usar boa parte das brincadeiras dessa lista, então é preciso que saibamos falar o nome delas, right? Além de saber o nome, a lista dá ideias de coisas que podemos fazer com as kids! É interessante ver que muitas brincadeiras tem a tradução totalmente diferente em inglês, como “mãe da rua e Simon says”! São essas aí:

to play hide-and-seek – brincar de esconde-esconde;

to play tag – brincar de pega-pega;

to play cops and robbers – brincar de polícia e ladrão;

to play dodgeball – brincar de queimada;

to play hopscotch – brincar de amarelinha;

to play leapfrog – brincar de pular sela;

to play blindman’s bluff – brincar de cabra cega;

to play freeze tag – brincar de estátua;

to skip rope – pular corda;

to play Double Dutch – pular corda (com duas cordas);

to shoot marbles – jogar bolinhas de gude;

to spin a top – rodar pião;

to play circle games – brincar de ciranda;

to play house – brincar de casinha;

to fly a kite – empinar pipa;

to ride a luge – andar de carrinho de rolim;

to play Simon says – brincar de mãe da rua;

to play telephone or Chinese whispers – brincar de telefone sem fio;

to twirl the hula-hoop – brincar de bambolê;

to play truth or dare – brincar de jogo da verdade;

to play tic-tac-toe – brincar de jogo da velha;

to play hangman – brincar de forca;

to play Monopoly – jogar Banco Imobiliário;

to play Clue – jogar Detetive;

to model in playdoh – brincar com massinha de modelar;

to play stickball – jogar taco (ou bets);

to play capture-the-flag – brincar de bandeirinha, de pica bandeira;

to play musical chairs – brincar de dança da cadeira;

to play cat’s cradle – brincar de cama de gato;

to play hoop-la – jogo em que você arremessa aros, e se conseguir acertar uma garrafa, você ganha um prêmio;

to play solitaire – jogar paciência (cartas);

to play blackjack – jogar vinte e um (cartas);

to play pillow fight – brincar de luta com travesseiros;

to play chess – jogar xadrez to play checkers – jogar damas;to play speed – jogar mau mau (cartas)

É isso! Espero que aproveitem algo dessa lista!

Sobre as minhas novidades…

Eu estou numa agonia, minha gente. Estou conversando com algumas famílias que só me enrolam. Já estou mais do que ciente de que como  pretendo embarcar só em Julho, conseguirei ter um Match mesmo lá pra Maio/Junho, mas como sou uma pessoa MUITO ANSIOSA, essa espera está me matando! Vocês também têm isso? Rs*

Enfim… deixamos este papo para um outro post né?! (que já está praticamente pronto viu, só estou terminando mais algumas para soltar nos minimos detalhes #cenasdosproximoscapitulos).

Beijos! See ya! ;)